domingo, 29 de março de 2009

MES DE MARÇO


Datas Comemorativas:
MARÇO

02 · Dia Nacional do Turismo0

2 . Dia da Oração0
3 · Dia do Meteorologista
05 · Dia do Filatelista Brasileiro
07 · Dia do Fuzileiros Navais
08 · Dia Internacional da Mulher
10 · Dia do Telefone10 - Dia do Sogro
12 · Dia do Bibliotecário
14 · Dia do Vendedor de Livros
14 · Dia Nacional da Poesia
14 · Dia dos Animais
15 · Dia da Escola
15 · Dia Mundial do Consumidor
19 · Dia de São José
19 · Dia do Carpinteiro
19 · Dia do Marceneiro
20 · Início do outono
20 . Dia do contador de Histórias
21 · Dia Universal do Teatro
21 · Dia Internacional Contra a Discriminação Racial
21 . Dia Universal do Teatro
22 . Dia Mundial da Água
23 · Dia Mundial da Meteorologia
26 · Dia do Cacau
27 · Dia do Circo
30 . Dia Mundial da Juventude
31 · Dia da Integração Nacional31 · Dia da Saúde e Nutrição
31 . Aniversário do Golpe Militar - 1964


PROJETOS TUDO SOBRE MIM


PROJETOS;
TUDO SOBRE MIM

JUSTIFICATIVA


Afinal, quem sou eu? Raiz de todas as filosofias,
essa é talvez a mais básica e a mais difícil pergunta que alguém pode se fazer.
A construção da identidade é um processo permanente, que começa tão logo nascemos.
Por um tempo, a criança pensa que ainda é parte da mãe. Depois, começa a se perceber como indivíduo, com seus gostos, seus prazeres, seus temores, suas paixões.
Esse é um processo que, evidentemente, acontece sem que necessariamente alguém freqüente a escola. Mas, na medida em que passarão parte fundamental de sua vida no ambiente da escola, é importante que estejamos preparados para oferecer caminhos, experiências, informações, que estimulemos um processo maravilhosamente rico.
Esta é a idéia do projeto "Tudo sobre Mim". Partindo do tema da formação da identidade, essa iniciativa busca, levar as crianças a perceberem-se como indivíduos, a se situarem, a aprenderem a diferenciar seus gostos e opiniões e, progressivamente, a compreender e respeitar a existência do outro.
Por isso, é imprescindível que todas as famílias participem das atividades propostas, envolvendo-se com as descobertas cotidianas dos filhos.
Será uma oportunidade única de acompanhar – agora, de um ponto de vista pedagógico – a inesquecível experiência do desenvolvimento infantil.



CRONOGRAMA: MÊS DE FEVEREIRO Á MARÇO




OBJETIVO GERAL

Resgatar o “eu” do aluno nos aspectos social, psicológico, político, físico, religioso, afetivo, cultural e intelectual no contexto onde vive.

OBJETIVO ESPECÍFICO

· Construção da identidade, em todos os aspectos.

· Reconhecer o nome e o sobrenome enquanto identidade.
· Trabalhar as funções sociais da linguagem escrita.
· Organizar atividades lúdicas para a criança se apropriar pela brincadeira destes conteúdos,
· Origem do sobrenome.
· Qual a origem da família
· Gênero


Desenvolvimento Físico
Identidade
Busca da identidade
Filho de peixe peixinho é!
Fazendo um levantamento das características físicas de seus pais, as crianças encontram semelhanças e diferenças com suas próprias características, o que auxilia na construção de sua identidade.
Usando espelhos, as crianças analisam, de forma espontânea, detalhes físicos da face e suas variadas possibilidades gestuais.
Desenhando os contornos de sua face refletida em um papel espelhado, os alunos observam partes de seu rosto (boca, nariz, etc.), construindo sua imagem.
Dando seqüência à atividade, as crianças fazem um auto-retrato diferente e criativo.
Dança das cadeiras (brincadeira)

Trabalho de pesquisa
Discussões e comparações relacionadas às características dos seres humanos contribuem para a construção da identidade
Carimbos
Exploraram suas impressões digitais, percebendo-as como forma de identificação. Com um toque especial, os carimbos dos dedinhos transformam-se em produções interessantes.
Os alunos ampliam seus conhecimentos sobre as famílias trabalhando com árvores genealógicas
PESQUISA
Para as crianças, é muito interessante conhecer a origem da família


Desenvolvimento Cognitivo

Comunicação LETRAMENTO (NOME E SOBRENOME)
O nome próprio é a primeira e, talvez, a maior expressão de identidade. Relacionar sua foto com seu nome é uma "tarefa" permanente no processo de letramento.

S A N D R A



Usando o material francês Jeux de Visages, os alunos exploraram as diferentes “expressões faciais”
As listas são uma forma de trabalhar a função social da escrita.
Para compreender os conceitos de maior e menor, nada como comparar as alturas dos amigos.
Quanto mede o meu amigo?

Expressão
Ai bota aqui o seu pezinho...
Carimbo dos pés numa folha, ilustrar.
Após a leitura de "Os dez amigos" de Ziraldo, as crianças trabalharam com “dedoches”.

Reprodução do diálogo.










sábado, 28 de março de 2009

significado da páscoa






O significado da Páscoa...


A Páscoa é uma festa cristã que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Depois de morrer na cruz, seu corpo foi colocado em um sepulcro, onde ali permaneceu, até sua ressurreição, quando seu espírito e seu corpo foram reunificados. É o dia santo mais importante da religião cristã, quando as pessoas vão às igrejas e participam de cerimônias religiosas.
Muitos costumes ligados ao período pascal originam-se dos festivais pagãos da primavera. Outros vêm da celebração do Pessach, ou Passover, a Páscoa judaica. É uma das mais importantes festas do calendário judaico, que é celebrada por 8 dias e comemora o êxodo dos israelitas do Egito durante o reinado do faraó Ramsés II, da escravidão para a liberdade. Um ritual de passagem, assim como a "passagem" de Cristo, da morte para a vida.
No português, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pessach. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua e os franceses de Pâques.
Nossos amigos de Kidlink nos contaram como se escreve "Feliz Páscoa" em diferentes idiomas. Assim:

A festa tradicional associa a imagem do coelho, um símbolo de fertilidade, e ovos pintados com cores brilhantes, representando a luz solar, dados como presentes. A origem do símbolo do coelho vem do fato de que os coelhos são notáveis por sua capacidade de reprodução. Como a Páscoa é ressurreição, é renascimento, nada melhor do que coelhos, para simbolizar a fertilidade!

Vamos ver agora como surgiu o chocolate...
Quem sabe o que é "Theobroma"? Pois este é o nome dado pelos gregos ao "alimento dos deuses", o chocolate. "Theobroma cacao" é o nome científico dessa gostosura chamada chocolate. Quem o batizou assim foi o botânico sueco Linneu, em 1753.
Mas foi com os Maias e os Astecas que essa história toda começou. O chocolate era considerado sagrado por essas duas civilizações, tal qual o ouro.Na Europa chegou por volta do século XVI, tornando rapidamente popular aquela mistura de sementes de cacau torradas e trituradas, depois juntada com água, mel e farinha. Vale lembrar que o chocolate foi consumido, em grande parte de sua história, apenas como uma bebida.
Em meados do século XVI, acreditava-se que, além de possuir poderes afrodisíacos, o chocolate dava poder e vigor aos que o bebiam. Por isso, era reservado apenas aos governantes e soldados.
Aliás, além de afrodisíaco, o chocolate já foi considerado um pecado, remédio, ora sagrado, ora alimento profano. Os astecas chegaram a usá-lo como moeda, tal o valor que o alimento possuía.
Chega o século XX, e os bombons e os ovos de Páscoa são criados, como mais uma forma de estabelecer de vez o consumo do chocolate no mundo inteiro. É tradicionalmente um presente recheado de significados. E não é só gostoso, como altamente nutritivo, um rico complemento e repositor de energia. Não é aconselhável, porém, consumí-lo isoladamente. Mas é um rico complemento e repositor de energia.

E o coelho?
A tradição do coelho da Páscoa foi trazida à América por imigrantes alemães em meados de 1700. O coelhinho visitava as crianças, escondendo os ovos coloridos que elas teriam de encontrar na manhã de Páscoa.
Uma outra lenda conta que uma mulher pobre coloriu alguns ovos e os escondeu em um ninho para dá-los a seus filhos como presente de Páscoa. Quando as crianças descobriram o ninho, um grande coelho passou correndo. Espalhou-se então a história de que o coelho é que trouxe os ovos. A mais pura verdade, alguém duvida?
No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento e a nova vida. Alguns povos da Antigüidade o consideravam o símbolo da Lua. É possível que ele se tenha tornado símbolo pascal devido ao fato de a Lua determinar a data da Páscoa.
Mas o certo mesmo é que a origem da imagem do coelho na Páscoa está na fertililidade que os coelhos possuem. Geram grandes ninhadas!

Mas por que a Páscoa nunca cai no mesmo dia todo ano?
O dia da Páscoa é o primeiro domingo depois da Lua Cheia que ocorre no dia ou depois de 21 março (a data do equinócio). Entretanto, a data da Lua Cheia não é a real, mas a definida nas Tabelas Eclesiásticas. (A igreja, para obter consistência na data da Páscoa decidiu, no Conselho de Nicea em 325 d.C, definir a Páscoa relacionada a uma Lua imaginária - conhecida como a "lua eclesiástica").
A Quarta-Feira de Cinzas ocorre 46 dias antes da Páscoa, e portanto a Terça-Feira de Carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa. Esse é o período da quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas.
Com esta definição, a data da Páscoa pode ser determinada sem grande conhecimento astronômico. Mas a seqüência de datas varia de ano para ano, sendo no mínimo em 22 de março e no máximo em 24 de abril, transformando a Páscoa numa festa "móvel".
De fato, a seqüência exata de datas da Páscoa repete-se aproximadamente em 5.700.000 anos no nosso calendário Gregoriano.
Para os curiosos, olha aí as datas da Páscoa até o ano de 2010:

2000 - 23 de abril
2001 - 15 de abril
2002 - 31 de março
2003 - 20 de abril
2004 - 11 de abril
2005 - 27 de março
2006 - 16 de abril
2007 - 08 de abril
2008 - 23 de março
2009 - 12 de abril
2010 - 04 de março
Feliz Páscoa