quarta-feira, 29 de abril de 2009

RUBEM ALVES

RUBEM ALVES E EU FRASES DO MESTRE

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.


sexta-feira, 24 de abril de 2009

MENSAGEM DIA DO TRABALHO


O trabalho é a busca do alento,

Do conforto, da sobrevivência.

Vencer obstáculos, buscar o pão,

Trabalhar com alegria na divina tarefa diária,
Conforta, e alegra,

E possibilita a conquista de seu espaço,
Abre portas e realiza.

Trabalhar não é sacrifício, não é tortura

Pode ser algo prazeroso,

Permite toda uma estrutura

Profissional, te fazendo brilhar,

Ser um vencedor competente e alegre.


Feliz dia do Trabalho!


segunda-feira, 20 de abril de 2009

ATIVIDADES DIA DAS MÃES



Nem tudo que coloco aqui são atividades feita por mim








DIAS DAS MÃES



Dia das Mães





Desenvolver um projeto intitulado “Mãe, a Mulher da minha Vida”


Possibilita ao aluno (a criança) pensar o quanto é importante ser mãe e ser filho.


Na atualidade, sabemos o quanto nos falta tempo para cumprir essa “missão” devido a tantas atribuições que nos foram impostas pela vida moderna.


Aí está a magnitude do nosso projeto, criar situações de ensino-aprendizagem que possibilitam os alunos a pensarem em suas mães enquanto pessoas humanas, dotadas de desejos, sonhos, medos, projetos e dúvidas e poder, com isso, tornar o Mundo delas, Encantado.

MÃE

Mãe






Mãe carinhosa,


mãe dengosa


Mãe amiga, mãe irmã


Mãe sem ter gerado é a mãe de coração


Mãe solidão,


Mãe de muitos,


mãe de poucos


Mãe de todos nós,


Mãe das mães


Mãe dos filhos


Mãe-pai: duas vezes mãe


Mãe lutadora e companheira


Mãe educadora, mãe mestra


Mãe analfabeta, sábia mãe


Mãe dos simples e dos pobres


Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm


Mãe do silêncio, mãe comunicação


Mãe dos doentes e dos sãos


Mães dos que plantam e dos que colhem


Mãe de quem nada fez e de quem compra feito


Mãe de quem magoou e de quem perdoou


Mãe rica, mãe pobre


Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram


Mãe dos guerreiros e dos guerreados


Mãe que sorri, mãe que chora


Mãe que abraça e afaga


Mãe presente, mãe ausente


Mãe do sagrado, mãe da luz


Mãe de Jesus e mãe nossa.


Mãe, simplesmente mãe.




PARABÉNS A TODAS AS MÃES.













Amor de Mãe





Uma criança pronta para nascer perguntou a Deus:


- Dizem-me que estarei sendo enviado à terra amanhã... Como vou viver lá, sendo assim pequeno e indefeso?


E Deus disse:


- Entre muitos anjos, eu escolhi um especial para você. Estará lhe esperando e tomará conta de você.


Criança:


- Mas diga-me: Aqui no Céu eu não faço nada a não ser cantar e sorrir, o que é suficiente para que eu seja feliz. Serei feliz lá?


Deus:


- Seu anjo cantará e sorrirá para você... a cada dia, a cada instante, você sentirá o amor do seu anjo e será feliz.


Criança:


- Como poderei entender quando falarem comigo, se eu não conheço a língua que as pessoas falam?


Deus:


- Com muita paciência e carinho, seu anjo lhe ensinará a falar.


Criança:


- E o que farei quando eu quiser Te falar?


Deus:


- Seu anjo juntará suas mãos e lhe ensinará a rezar.


Criança:


- Eu ouvi que na Terra há homens maus. Quem me protegerá?


Deus:


- Seu anjo lhe defenderá mesmo que signifique arriscar sua própria vida.


Criança:


- Mas eu serei sempre triste porque eu não Te verei mais.


Deus:


- Seu anjo sempre lhe falará sobre Mim, lhe ensinará a maneira de vir a Mim, e eu estarei sempre dentro de você.


Nesse momento havia muita paz no céu, mas as vozes da terra já podiam ser ouvidas.


A criança apressada, pediu suavemente:


- Oh Deus se eu estiver a ponto de ir agora, diga-me por favor, o nome do meu anjo.


E Deus respondeu:


- Você chamará seu anjo... MÃE!




Autor desconhecido



terça-feira, 14 de abril de 2009










VALE A PENA SABER.






Quem foi Monteiro Lobato?


José Bento Monteiro Lobato estreou no mundo das letras com pequenos contos para os jornais estudantis dos colégios Kennedy e Paulista, que freqüentou em Taubaté, cidade do Vale do Paraíba onde nasceu, em 18 de abril de 1882.
Monteiro Lobato jamais escondeu sua paixão pela pintura e gostaria de ter cursado uma escola de Belas Artes. Por imposição do avô, seu tutor após a morte dos pais, acabou entrando para a Faculdade de Direito. Desistiu das artes plásticas e se fez escritor.
Entre outras coisas escreveu para crianças histórias da Narizinho, Pedrinho, Tia Nastácia, boneca Emília, Visconde de Sabugosa e a assustadora Cuca.








sitio do pica pau amarelo




“Emília foi feita por tia Nastácia, com olhos de retrós preto e sobrancelhas tão lá em cima que é ver uma bruxa. Apesar disso Narizinho gosta muito dela; não almoça nem janta sem a ter ao lado, nem se deita sem primeiro acomodá-la numa redinha entre dois pés de cadeira”. (Apresentação da personagem no quarto parágrafo do livro Reinações de Narizinho).
Emília era muda até engolir uma pílula falante dada pelo doutor Caramujo. “Emília engoliu a pílula, muito bem engolida, e começou a falar no mesmo instante. A primeira coisa que disse foi: ‘Estou com um horrível gosto de sapo na boca!’ E falou, falou, falou mais de uma hora sem parar. Falou tanto que Narizinho, atordoada, disse ao doutor que era melhor fazê-la vomitar aquela pílula.


Dona Benta



“Numa casinha branca, lá no Sítio do Picapau Amarelo, mora uma velha de mais de sessenta anos. Chama-se Dona Benta. Quem passa pela estrada e a vê na varanda, de cestinha de costura ao colo e óculos de ourona ponta do nariz, segue seu caminho pensando: - Que tristeza viver assim tão sozinha neste deserto...” (Apresentação da personagem no primeiro parágrafo do livro Reinações de Narizinho).
Engana-se quem pensa isso. “Dona Benta é a mais feliz das vovós”. No início, pensava que as aventuras contadas por seus netos eram pura imaginação de criança, mas acabou descobrindo um mundo maravilhoso onde tudo pode acontecer


Visconde de Sabugosa



Criado pelas mãos de tia Nastácia, o Visconde de Sabugosa é um sábio. Nasceu de um sabugo de milho e, devido a sua constituição física, morre de medo de passar perto do galinheiro. Uma vez pegou bolor e chegou até a morrer, mas Emília guardou o sabugo e tia Nastácia fez outro.
Vive sendo escravizado por Emília, que não respeita sua sapiência, fidelidade e nobreza.

Tia Nastácia


Tia Nastácia, a quituteira do Sítio, vive se benzendo: “Credo! O mundo está perdido!” “Tia Nastácia é o povo. Tudo que o povo sabe e vai contando de um pra outro ela deve saber”. Um dia Pedrinho teve o “plano de espremer tia Nastácia para tirar o leite do folclore que há nela”. E já não bastavam todos os quitutes? Credo

Narizinho


“Dona Benta é a mais feliz das vovós, porque vive em companhia da mais encantadora das netas - Lúcia, a menina do Narizinho arrebitado, ou Narizinho como todos dizem. Narizinho tem sete anos, é morena como jambo, gosta muito de pipoca e já sabe fazer uns bolinhos de polvilho bem gostosos”. (Apresentação da personagem no terceiro parágrafo do livro Reinações de Narizinho) Narizinho é uma menina muito inteligente e meiga. Encanta a todos por onde passa, desde a Grécia antiga até o Reino das Águas Claras.

Pedrinho


Filho de Tonica e neto de Dona Benta, Pedrinho é criado na cidade e passa suas férias no Sítio. “Pedrinho não podia compreender férias passadas em outro lugar que não fosse no Sítio do Picapau Amarelo”. Corajoso, não tem medo de onça. Tinha de saci, mas com as dicas de tio Barnabé, caçou um e acabou ficando seu amigo. Junto com a prima Narizinho, planeja as grandes aventuras pelo mundo das maravilhas.




segunda-feira, 13 de abril de 2009



Tiradentes



Joaquim José da Silva Xavier, apelidado de TIRADENTES (porque era dentista), nasceu em 1746. Pode ser considerado um herói nacional.




Lutou pela independência do Brasil, num período em que nosso país sofria o domínio e a exploração de Portugal.




O Brasil não tinha uma constituição, direitos de desenvolver indústrias em seu território e o povo sofria com os altos impostos cobrados pela metrópole.




Nas regiões mineradoras, o quinto (imposto pago sobre o ouro) e a derrama causavam revolta na população.




O movimento da Inconfidência Mineira, liderado por Tiradentes, pretendia transformar o Brasil numa república independente de Portugal.




Tiradentes, com poucas influências econômicas e políticas, foi condenado a forca.




Foi executado em 21 de abril de 1792.




Partes do seu corpo foram expostas em postes na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais.




Sua casa foi queimada e seus bens confiscados.








fonte:http://www.suapesquisa.com/tiradentes/


terça-feira, 7 de abril de 2009


PROJETO ÍNDIO

Eixos de Trabalho Principais: Movimento / Natureza e Sociedade
Tema: Índio
Duração: 1 semana

Objetivo Geral: Conhecer elementos da cultura indígena. O local onde vivem, pintura corporal e brincadeiras infantis.
Estratégia: Atividades artísticas, Pesquisa, Jogos e Brincadeiras.
Avaliação: Registro individual escrito/desenho e registro oral coletivo.
Objetivo Específico: Identificar o nível de conhecimento das criançassobre o universo indígena. Caracterizar o espaço ocupado pelo índio, seus hábitos e costumes.
Roda de conversa:"O que é" o Índio? (trabalhar o conceito de cidadania, se ele é "gente"então devemos usar: Quem é o índio?).
A partir das respostas induzir outras questões que possam levantar: onde vive, como se veste, qual é seu trabalho,porque se pinta, o que come, como são as crianças, quais são as brincadeiras, se estudam, como tratam as doenças, etc. Não interferir nas respostas, apenas administrar eventuais conflitos. Anotar todas as impressões das crianças sobre a cultura indígena em uma cartolina e fixar em local visível.
Atividade . recortar e colar, levar imagens que possam representar as respostas à essas questões e pedirpara que montem painéis que representem cada uma delas.
Comparar as impressões anotadas com as representações fotográficas.

Algumas imagens podem ser encontradas no
Atividade : circuito de habilidades motoras
Conversa inicial: Considerando que a maioria dos índios vive namata/floresta.
O que podemos encontrar por lá?
Montar um circuito de habilidades com elementos que representem a floresta(aguarde o próximo post!)
Avaliação: Desenho/texto - O que aprendemos nessa aula?
Registro, realizado pelo professor da fala das crianças.
Estes são links interessantes para ajudar na pesquisa sobre os povos indígenas:
Estatuto do ÍndioQuem são, quantas são e onde estão os povos indígenas e suas escolas - .Banco de dados da Amazônia -
.FUNAI -
.Organizações Indígenas -
.IDETI -
COIAB -
Tribos e Mitos
Diversidade Cultural dos Povos Indígenas
História Cultura e Mitos -
.Lendas e Mitos -
.Especial Dia dos Índios - Centro de Referência em Educação de onde foram tirados os links acima e com muitos outros links interessantes.

ATIVIDADES DIA DO INDIO


Baixe aqui uma pasta com 160 modelos de atividades para o Dia do Índio. Colorir, redação, vogais, dobradura etc. CLIQUE PARA FAZER DOWNLOAD - LINK SEGURO

CREDITOS PARA